Sejamos um grão de areia!

«Somos (…), o grão de areia (…) que tem em si dureza bastante para fazer parar os movimentos das engrenagens em cujas rodas se inscrevem as palavras fatídicas da nossa idade – Maçonaria, Democracia, Comunismo (…), o grão de areia provém afinal, de uma vontade robusta que aderiu a uma doutrina. É feito de força de vontade e de mística, é aquele potencial de ener­gia que mobiliza as massas inertes, e, por um milagre, as converte em forças irresistíveis (…). Sejamos duros, cessaricamente duros (…). Organizemo-nos, cada vez melhor, alarguemos as nossas fileiras por uma propaganda cada vez mais intensa, militarizemo-nos, elevemos à pujan­ça completa a seiva da juventude que em nós estua!»

Avante! (Editorial «Somos um grão de areia», Avante!, nº 12, (1ª série), 20/04/1934, p. 1.)

posted by Nacionalista @ 3:39 da manhã,

4 Comments:

At 12:38 da manhã, Anonymous Flávio Gonçalves said...

Presumo que esse avante não fosse comunista, como o pasquim actualmente com o mesmo nome.

 
At 12:40 da manhã, Blogger Vanguardista said...

Não, era o jornal da AEV.

 
At 5:28 da tarde, Blogger acja said...

A saudaçâo Romana!

 
At 4:45 da tarde, Blogger Mendo Ramires said...

Assim seja. Desejo-Vos: Bom Trabalho!

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home