Rui Pena Pires

O DN publicou na sua edição de ontem (dia 10) um artigo sobre o protesto que o PNR vai realizar em Vila de Rei. Para além do artigo, o DN publicou também "três perguntas a" Rui Pena Pires (que não estão disponíveis on-line, mas que alguém fez a cortesia de disponibilizar no Fórum Nacional), sociólogo, que mesmo uma pesquisa superficial no Google revela ganhar a vida à custa das "migrações", do "do multiculturalismo" e da "tolerância".

Vamos lá pegar nas três perguntinhas e fazer um exercício engraçado. Os meus comentários estão a vermelho.
* * *
A manifestação do Partido Nacional Renovador contra a chegada de brasileiros para ajudar a repovoar Vila de Rei pode originar uma onda de xenofobia?

Claro que pode criar condições mais favoráveis à contestação. Mas isso só acontecerá se a manifestação tiver uma grande cobertura mediá¬tica. Garanto que, se estivesse nas minhas mãos, esse protesto não se¬ria noticiado [ah, g’anda democrata! É assim mesmo, o que é preciso é não noticiar, não vá dar-se o caso incómodo dos espectadores até concordarem com o protesto, o que seria, diga-se, bastante chato para os ruis penas pires de Portugal]. Porque o que se passa realmente é que o movimento está a tentar aproveitar esta situação para se promover [e há algum movimento que não aproveite as situações para se promover?]. E promove-se através de acontecimentos mediáticos [não, querias que se promovesse através de acontecimentos que ninguém sabe que aconteceram… isso não seria grande estratégia de promoção, pois não?]. Como não está a cavalgar numa onda de racismo e xenofobia, aproveita a chegada de famílias brasileiras a Vila de Rei para tentar passar a sua mensagem. E enquanto não chega o Campeonato do Mundo de Futebol – em que já estão previstos insultos às selecções africanas –, estes movimentos usam os brasileiros [esta última afirmação é tão idiota que nem consigo pensar num comentário à altura…].

E a mensagem pode chegar facilmente aos portugueses? Esse sentimento de descontentamento já está a notar-se na população?

Aquela reacção não tem nada a ver com o que se passa no resto do País. Na verdade, esse descontentamento só se poderá alargar aos portugueses se a contestação continuar, se o Partido Nacional Renovador conseguir manter o discurso durante mais algum tempo [boas notícias camaradas, só há que continuar a perseverar]. E não creio que isso vá acontecer.

O que pode ser feito para evitar que isso aconteça?

É preciso desdramatizar [leia-se, mentir]. Os portugueses devem perceber que mesmo que viessem 200 famílias de brasileiros para Portugal não resultaria daí qualquer problema para eles [oh Rui, mas tu sabes muito bem que o problema não são estas 200 famílias, não sabes? Sabes que já há mais de 500 mil imigrantes em Portugal, não sabes? Sabes que isso tem consequências em termos de estabilidade social, mercado de emprego, criminalidade, doenças, crescimento urbano, etc., não sabes? Então porque é que estás a desconversar?]. Aliás, parece-me incorrecto que se diga que estes cidadãos vão repovoar Vila de Rei, porque são apenas duas famílias. Também é preciso que se diga que não foram os brasileiros que provocaram a desertificação do interior do País [duh, pois não, foram os ruis penas pires que nos (des)governam…]. Não consigo acreditar que houvesse muitos portugueses disponíveis para ir para Vila de Rei pelo salário mínimo, que é o que estas pessoas vão ganhar [ora bem!, agora é que o Rui Pena Pires diz uma grande verdade, mesmo sem querer. O que o Rui Pena Pires nos está a dizer é que 400€ é uma miséria, e que ninguém está disposto a deixar a sua terra e a sua família para receber essa miséria, no entanto, o Rui Pena Pires, que até se diz de esquerda e orgulhoso, parece concordar com a importação de mão-de-obra barata… Que insondáveis mistérios farão a esquerda alinhar pelo diapasão do Capital?]. Quem diz agora que, se soubesse, também teria ido para lá, não tentou antes. Se toda a gente está a sair do interior, como é que estas pessoas vão ocupar os empregos de portugueses que querem trabalhar ali?

posted by Nacionalista @ 3:00 da manhã,

4 Comments:

At 3:55 da manhã, Blogger Mendo Ramires said...

É assim mesmo: marcação intelectual cerrada — bravo!

 
At 1:08 da tarde, Blogger Turno said...

Hoje o CM dedica umas linhas a informar acerca da manif. Aliás, hoje o CM está "profundamente xenófobo". Logo na primeira página noticia que 14% da população prisional em Portugal é constituida por estrangeiros. Ah, que pena o Pena não poder exercer o ofício de censor!

 
At 7:58 da tarde, Blogger Duarte Branquinho said...

Excelente, Vanguardista!
Certeiro, demolidor e, ainda por cima, engraçado.
Um abraço.

 
At 11:32 da tarde, Blogger Algarve-Identitário said...

Uma leitura brilhante!

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home