República homenageia rebeldes

Mais de 2500 militares irlandeses, alguns a bordo de tanques e outros marchando a pé e carregando baionetas, celebraram ontem os 90 anos do Levante da Páscoa, uma rebelião fracassada contra as autoridades do Reino Unido. O levante, que levou à proclamação da República da Irlanda, foi a mais veemente tentativa de tomar o controlo do território por parte dos republicanos e conquistar a independência.O primeiro-ministro Bertie Ahern, a presidente Mary McAleese e centenas de descendentes de rebeldes que participaram do levante de 1916 acompanharam a parada militar na Rua O´Connell, a principal de Dublin. Ali encontra-se a Agência Geral de Correios, quartel-general da insurgência daquela Semana Santa. Ontem, a bandeira irlandesa foi erguida a meia haste, e um oficial do Exército repetiu o grito de independência que, em 24 de Abril de 1916, foi dado pelo líder Padraig Pearse. Historiadores asseguram que a população não apoiou a proclamação de maneira contundente, e que muita gente aproveitou a ocasião apenas para realizar saques. Em poucas semanas, os rebeldes foram presos e executados pelo Reino Unido, mas apesar do fracasso do levantamento, a insurgência lançou as bases de um processo que levou à emancipação parcial, em 1921, e total, em 1937.

posted by Nacionalista @ 6:34 da tarde,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home