Primeiro desarma-se o cidadão, depois a polícia…

… e depois os criminosos podem fazer o que querem!

Esta “notícia” do JN é espantosa. Que Pedro Bacelar de Vasconcelos, que ficou tristemente célebre por aqui há uns anos atrás se ter colocado do lado dos traficantes de droga ciganos contra a população de Oleiros que, muito legitimamente, não queria ter o tráfico de droga à porta de casa, defenda (sub-repticiamente) o desarmamento dos cidadãos e da polícia não me espanta.

Mas que um frade dominicano alinhe com este tipo de “discurso” é verdadeiramente assustador.

Considera Frei Bento Domingues que as armas de defesa pessoal são “desnecessárias” e acrescenta que a polícia deve “exercer a pedagogia da cidadania”! Os polícias transformados em pedagogos! Já estou a imaginar a cena: “Senhor traficante de droga, então você não sabe que esse produto que você vende é prejudicial à saúde dos seus clientes? Ah, sabe! Então porque é que o continua a vender? Olhe, não quer vir comigo ali à esquadra? Não! Não o vou prender, é só para lhe mostrar uns documentários muito bons que lá temos sobre as drogas. Estou certo que depois de o visionar o senhor vai deixar este negócio.”

Mas o frade dominicano diz mais: “A cultura a promover é a da paz, da pacificação e da vida democrática, onde se resolvem por consenso os conflitos”. Claro, há que promover “a paz”, nem que seja uma paz podre e de medo! O senhor frade deveria saber muito melhor do que eu que a paz não é apenas a ausência de conflito, é algo muito mais importante do que isso, é uma ordem justa.

Mas o que é que aconteceu à Igreja? Quando é que se tornou em apenas mais uma instituição “politicamente correcta” que repete os chavões da esquerda mais ferozmente anti-nacional e anti-tradicional?

posted by Nacionalista @ 5:39 da tarde,

6 Comments:

At 6:42 da tarde, Blogger Turno said...

A Igreja, hoje, vale o que vale. Quanto ao Bentinho, esse frade é da ala vermelha. Antes do 25/4 cortaram-lhe o pio, mas agora não se cala com os disparates.

 
At 8:25 da tarde, Blogger PlanetaTerra said...

///

--- Já avisei, montes de vezes, o pessoal dos seguinte facto:
-> com a População Civil desarmada... e com Mercenários ao seu serviço... os Capitalistas Selvagens Apátridas pretendem TOMAR DE ASSALTO o controlo ‘Disto’ -> um Neo-Feudalismo...

--- Abram os Olhos:
1-> os Mercenários da Forças Militares e de Segurança... não são de confiança!...
2-> para que os Países se possam defender das intenções dos Capitalistas Selvagens Apátridas... os 'Cidadãos Comuns' devem ter acesso a Armas!...
3-> portanto, é Absolutamente Necessário restabelecer o Serviço Militar Obrigatório -> tal facto vai permitir que os 'Cidadãos Comuns' tenham acesso a Armas!...


--- O LEGÍTIMO Direito ao Separatismo
DIVISÃO--50--50
[ A constituição de Espaços Reserva Natural de Povos Nativos ]


///

 
At 3:50 da manhã, Blogger Mendo Ramires said...

A Hierarquia da Igreja Católica foi infiltrada pelos vermelhos e pela maçonaria, a partir do Concílio Vaticano II.
O mesmo se passou com outras Instituições Tradicionais, após o fim da II Guerra Mundial: Exército, Armada, Universidades, Tribunais, Polícias, Museus, Jornais, Associações Profissionais, etc.
Essa criatura que referiu é apenas peixe-miúdo; aos quais chamamos — "carinhosamente" — «peixinhos vermelhos em pia de água benta»!

 
At 4:05 da manhã, Blogger Feio Porco e Mau said...

«Que Pedro Bacelar de Vasconcelos, que ficou tristemente célebre por aqui há uns anos atrás se ter colocado do lado dos traficantes de droga ciganos contra a população de Oleiros que, muito legitimamente, não queria ter o tráfico de droga à porta de casa, defenda (sub-repticiamente) o desarmamento dos cidadãos e da polícia não me espanta.»

Esse Bacelar teve de sair da sua terra porque ninguém por lá gosta dele, até tentaram arranjar-lhe um poiso no Porto, através da candidatura do PS, mas a coisa não resultou porque não correu como eles queriam e ganhou o Rio.

Sempre que havia rusgas ao acampamento dos ciganos ele avisava previamente o Garcia, que era o fornecedor de droga dele, e quando a polícia chegava lá estava sempre tudo limpo.

Para o tirar da terra arranjaram um tacho da União Europeia ao Bacelar, ligado à nobre causa do anti-racismo, e o Garcia entretanto lá acabou por ser preso.

Quem tiver algum familiar, ou amigo de preferência ligado à polícia, por aquelas bandas pode confirmar este enrredo.

 
At 12:12 da tarde, Blogger Camisa Azul said...

O padreco está de certeza feito com o tráfico de droga.

 
At 4:43 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Se não está já!!?, é melhor juntar esse Bacelar à LISTA

Legionário

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home