Dúvidas...

- Existiram umas Mílicias Lusitanas fundadas por Rolão Preto?
- Portugal foi "co-beligerante" com os Aliados durante a II Guerra Mundial?

posted by Nacionalista @ 10:22 da tarde,

4 Comments:

At 11:36 da tarde, Anonymous Nonas said...

Portugal foi um país de «neutralidade-colaborante» depois de 1943 devido ao Tratado de Windsor com base na aliança luso-britânica.
Desconheço em rigor. Terá havido, uma Milícia Lusitana anterior ao tempo de Rolão Preto...

 
At 1:30 da manhã, Blogger Mendo Ramires said...

Resposta à 1.ª dúvida:
Parece-me tratar-se, aqui, claramente, de uma confusão e não da habitual má-fé.
Em 1923 foi fundado, por João de Castro Osório, o «Nacionalismo Lusitano». Este, era um movimento milicial com acção política virada para as massas; e, como tal, terá sido o primeiro (e único?...) partido fascista português. Tinham, também, os Nacionalistas Lusitanos, de João de Castro (muitas vezes assinava só assim), uma editora — "Biblioteca de Acção Nacionalista" — e uma forte produção doutrinária.
A História encarregou-se de apagar João de Castro Osório e de exaltar Francisco Rolão Preto. Ora adivinhem lá porquê...

 
At 10:25 da tarde, Blogger Mendo Ramires said...

Adenda: João de Castro Osório lançou o «Manifesto Macionalista», em 1919, e o opúsculo «A Revolução Nacionalista», editado pela "Biblioteca de Acção Nacionalista", em 1922. O seu movimento tinha um jornal oficial, «A Ditadura — Periódico do Fascismo Português», publicado entre 1923 e 1925.
Em Julho de 1922, João de Castro tentou tomar o poder político através de um golpe militar que teve a participação conjunta de "Nacionalistas Lusitanos", "Integralistas Lusitanos" e "Sidonistas". A revolução nacionalista falhou (devido a desentendimentos entre membros dos diversos grupos) e João de Castro foi preso durante alguns meses.
Permita-me a sugestão: faça uma tese universitária sobre a personagem — tem pano para mangas...

 
At 2:18 da manhã, Blogger Mendo Ramires said...

Errata: Nacionalista (na 2.ª linha do comentário anterior).

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home